Publicado em: Seg, Abr 17th, 2017

Nota Fiscal Paulista: Cadastro, Consulta de Créditos e Sorteios

Nota Fiscal Paulista. Confira todas as principais informações sobre a Nota Fiscal Paulista: como cadastrar, consultar créditos, sorteios, senha de acesso e muito mais.

Nota Fiscal Paulista são documentos fiscais que podem ser eletrônicos ou manuais, emitidos por empresas e entidades jurídicas ou pessoa jurídica legalmente constituída, no Estado de São Paulo. Para ter direito a NF Paulista o consumidor precisa realizar seu cadastro no site oficial, depois basta informar seu CPF ou CNPJ no ato da compra. Com isso até 20% do ICMS recolhido pelo estabelecimento comercial volta para você em forma de créditos ou abatimentos no IPVA.

“Mundo
PUBLICIDADE
“Mundo

Nota Fiscal Paulista

Cadastro Nota Fiscal Paulista

1 – Acesse o site https://www.nfp.fazenda.sp.gov.br/login.aspx;

2 – Clique na opção Cadastro Pessoa Física (no caso de CPF) ou Cadastro Pessoa Jurídica (no caso de CNPJ).

Tela cadastro Nota Fiscal Paulista

3 – Na tela seguinte preencha o formulário com seus dados: CPF, data de nascimento, nome completo da mãe (sem acentos se houver) e a imagem de segurança, depois clique em avançar.

Nota Fiscal Paulista tela de cadastro

OBS. note que no canto superior existe um termômetro de confiabilidade, como na figura abaixo:

Termômetro Nota Fiscal Paulista

Ele serve para você identificar se seu cadastro será aceito ou  não por inconsistência nas informações. Por isso, é muito importante informar seus dados corretos.

  • Caso o termômetro mostre que os níveis estão Ruim e Baixo, sua senha será bloqueada.
  • Caso ele mostre níveis Regular, Bom e Ótimo, seu cadastro está OK.

4 – Na tela Dados do Consumidor você deverá informar seus dados complementares como endereço, telefone, email e criar sua senha de acesso. Guarde bem essa senha, pois será necessária para consultar seus créditos e pedir seu resgate.

5 – Agora basta informar alguns outros dados como número do título de eleitor,  número do RENAVAM, caso você tenha um automóvel em seu nome, etc.

Caso tenha algum problema no cadastro e não consiga identificar qual dado não está correto, procure um Posto Fiscal da Secretaria da Fazenda em sua cidade, clique aqui para localizar um.

Quando eu recebo créditos?

Após realizar seu cadastro, basta informar seu CPF/CNPJ no ato de qualquer compra. O vendedor irá registrar o CPF/CNPJ do comprador e emitir o documento fiscal. Em caso de compras online, geralmente seu CPF/CNPJ já é registrado no Nota Fiscal Paulista automaticamente.

Como consultar créditos da Nota Fiscal Paulista

1 – Para consultar seus créditos acesse novamente o site https://www.nfp.fazenda.sp.gov.br/login.aspx, informe seu CPF/CNPJ e sua senha cadastrada;

2 – Na tela que se abriu clique em “Consultar” e em “Documentos Fiscais”.

3 – Escolha um semestre e clique em “Consultar” ou clique em “Consulta Avançada” para informar um período diferente.

Créditos Nota Fiscal Paulista

Note que inicialmente você poderá ver a relação de notas fiscais, porém não aparecerá os valores de cada uma. Isso é normal, somente ficará visível após que sua primeira transferência seja creditado com sucesso na poupança ou conta corrente que você indicou.

Sorteios do Nota Fiscal Paulista

Para participar dos sorteios do NF Paulista basta acessar o site https://www.nfp.fazenda.sp.gov.br/login.aspx, clicar em “Sorteios”  e aderir ao regulamento.

A partir disso, a cada R$ 100,00 em Nota Fiscal/Cupom Fiscal registrado você ganhará um bilhete eletrônico para concorrer a prêmios em dinheiro.

Quais são os prêmio?

No total são 598 bilhetes premiados todos os meses, sendo 1 prêmio de R$ 1 milhão, 2 prêmios de R$ 500 mil, 10 prêmios de R$ 100 mil, 15 prêmios de R$ 50 mil, 20 prêmios de R$ 10 mil, 50 prêmios de R$ 5 mil e 500 prêmios de R$ 1 mil.

O ganhador tem o valor creditado em sua conta do Nota Fiscal Paulista e pode pedir o crédito em sua conta corrente ou poupança.

Como solicitar a transferência de seus créditos acumulados

1 – Clique em “Conta Corrente” e depois em “Utilizar créditos”;

2 – Selecione a forma que deseja receber os créditos, podendo ser conta corrente ou conta poupança de sua titularidade ou reservar os créditos para abater do IPVA (opção disponível apenas no mês de outubro).

3 – Caso escolha receber em conta corrente ou conta poupança, informe o código e nome do banco, o número da agência e conta com os respectivos dígitos.

Obs. Na primeira transferência o valor é definido pelo sistema, a partir da segunda você pode escolher o valor que deseja transferir.

4 – Clique em “Confirmar”

Tanto a conta corrente quanto conta poupança devem estar no nome do contribuinte que consta do cadastro da Nota Fiscal Paulista.

O dinheiro estará disponível em sua conta a partir da quarta-feira da semana subsequente àquela em que foi feito o pedido de resgate. Lembrando que caso você tenha alguma pendência de IPVA e ICMS com o estado de São Paulo, a opção de resgate não ficará disponível, até que a quantia seja quitada.

Somente é permitida a transferência de valores superiores a R$ 25,00.

Os valores em sua conta do Nota Fiscal Paulista ficam disponíveis por cinco anos, podendo ser utilizados a qualquer momento neste período.

De onde vem o dinheiro do Nota Fiscal Paulista?

O programa Nota Fiscal Paulista é um incentivo para que os cidadãos que adquirem mercadorias exijam do estabelecimento comercial o documento fiscal. Com isso ele devolve até 20% do ICMS recolhido pelo estabelecimento a seus consumidores.

Quais são os estabelecimentos que mais geram créditos no Nota Fiscal Paulista

Segundo o levantamento do aplicativo CPF na Nota, que reúne informações de mais  de 500 mil usuários do programa, os estabelecimentos que mais geram créditos são os de fornecimento de alimentos preparados para consumo familiar, alimentos preparados para empresas, serviços de alimentação para eventos e recepções, e serviços de alimentação privativos (cantinas).

Em seguida vem as lojas de calçados e artigos para viagem, depois as de atividades financeiras de seguros e serviços relacionados.

Logo depois os restaurantes, lanchonetes, bares, cafés, casas de chá e similares.

Porém, nem sempre um estabelecimento dessas categorias listadas acima gera mais créditos. Por exemplo se um desses estabelecimento tiver optado pelo regime tributário do Simples Nacional ele não gera nenhum crédito para o consumidor.

Vale também lembrar que mesmo em estabelecimentos que gerem poucos créditos ou nenhum crédito, ainda vale pedir o CPF na nota para participar dos sorteios mensais.